Bruxismo

Bruxismo é o hábito de encostar, apertar ou ranger os dentes. Apenas contrair a musculatura sem contato entre os dentes, ou ainda apertar a língua de encontro a eles também pode ser considerado Bruxismo.

O Bruxismo pode ocorrer durante o dia, chamado Bruxismo de Vigília (BV), ou durante o sono, conhecido pela sigla BS. O Bruxismo de Sono pode ser confirmado no exame de Polissonografia.

Os sinais e sintomas clínicos mais frequentes para os dois tipos de Bruxismo são:

  • Dificuldade, limitação ou mesmo dor para abrir a boca pela manhã;
  • Dores de cabeça ao acordar ou durante o dia;
  • Aumento da musculatura da face – bochechas grandes;
  • Desgastes e fraturas de dentes e restaurações;
  • Sensibilidade dentária;
  • Língua e bochechas com marcas de dentes ou feridas.

O Bruxismo do Sono pode estar associado a Refluxo Gastroesofágico, Apneia do Sono e Ronco, mas ainda não existe relação de causa e efeito comprovada cientificamente. Já o de Vigília, muito mais nocivo, pode ser considerado uma alteração cognitivo comportamental que tem diversos fatores como causa.
Trabalhos científicos não trazem relação de causa e efeito entre o Bruxismo e a DTM, mas dependendo da frequência e intensidade o BV pode ser um fator de desencadeamento de dor na cabeça e na mandíbula.

Tanto o Bruxismo de Sono como o Bruxismo de Vigília são considerados atividades para-funcionais, ou seja, aparentemente não tem função fisiológica nenhuma, mas geralmente sobrecarregam o sistema mastigatório. Ambos são importantes como sinalizadores que que alguma coisa está em desarmonia no sistema mastigatório, e precisam ser avaliados e controlados.